Home // Ateísmo // Religião é Ideologia?

Religião é Ideologia?

Momento de reflexão, que não tem exatamente a ver com o novo presidente, mas pega uma boa parte dos que o elegeram. Serve também de reflexão para a esquerda, para a direita, ou para qualquer um que gosta de pensar.
É bom lembrar que isto não é direta ou indireta para ninguém da minha time-line, porque este tipo de babaca eu já deletei.

Seguinte:
Vivemos em uma era de desconstrução de vários padrões sociais. Isso não acontece exatamente por ideais romantizados, bem contra o mal e salvem as baleias. Isso acontece porque evoluímos para uma sociedade em que padrões machistas, racistas e homofóbicos são incompatíveis com uma sociedade moderna, produtiva e diversificada. O Capitalismo entendeu que diversidade é algo lucrativo e pronto.

Sei que há muitas interpretações românticas e ideológicas, mas o fato é que homofobia, racismo e machismo são socialmente obsoletos e improdutivos.
Moral da história, se você se diz machista, homofóbico e racista alegando ser um “valor de direita”, achando que está prestando homenagens ao Capitalismo, entenda o seguinte, você não é de direita, você é apenas obsoleto. Você é apenas um babaca.

Também não adianta se agarrar a religião. Até o papa já renegou publicamente determinados preconceitos e os protestantes (evangélicos) em países desenvolvidos já lutam contra preconceitos há mais de meio século, talvez mais. O que existe no Brasil é um facção criminosa que descobriu que semear ódio em pobre dá dinheiro, dá voto e dá poder. Daí surgiu um câncer chamado Bancada Evangélica.

O problema quando se entra em fases de desconstrução é que, às vezes, perdemos as referências. O que colocamos lá, no lugar do que foi desconstruído, tende a ser visto como O Certo. Nem sempre o certo é o que aparece primeiro.
Daí, uma briguinha de esquerda e direita para ver quem é o mais moralista. Só acho que tem muita gente confundindo moralismo com ética. Basta dizer que na ética, vigiamos nossas próprias atitudes. No moralismo vigiamos apenas os outros. Apenas apontamos os dedos.

Comentários
Alvaro Domingues Perfeita colocação.
1

Gerenciar

Ernesto Nakamura Sabe, Clint: em minha teologia, “deus” chama cada pessoa após morrer para uma conversa. E pergunta basicamente, o que vc fez quando estava vivo. Ironicamente, ser religioso não é uma boa resposta suficiente, mas “ter sido bom” é. Logo muito ateu vai pro “céu” mas quem diz que matou, humillhou e mentiu em nome de deus… vai pro inferno.
6

Gerenciar

Clinton Davisson Fiz o Ernesto Nakamura falar sério. É o fim do mundo
1

Gerenciar

Responder1 d

Octavio Aragão E nem adianta dizer que fez “na inocência”. Isso só piora as coisas.
2

Gerenciar

Osame Kinouchi “Nao é quem diz Senhor, Senhor, que será salvo, mas quem faz a vontade do Pai” – Jesus de Nazaré

Gerenciar

Clinton Davisson parcialmente inspirado por uma postagem do grande mestre Fábio Fernandes
2

Gerenciar

Octavio Aragão Mas sabe qual o problema? Uma enormidade de preconceituosos não se enxerga como tal. São de direita, votam no coiso e acham que não são preconceituosos, acreditando piamente que dá para separar o joio do trigo.
3

Gerenciar

Clinton Davisson Como eu falei aqui e muitos amigos bolsominions ficaram chateados, mas é verdade. Grande parte dos eleitores do bozo são ignorantes da própria ignorância.
3

Gerenciar

Mauricio Wajciekowski Perfeito: “Basta dizer que na ética, vigiamos nossas próprias atitudes. No moralismo vigiamos apenas os outros. Apenas apontamos os dedos.”
2

Gerenciar

Vebis Junior Esse é um dos motivos que eu me posiciono como punk e anarquista, porque confio na auto gestão, embora seja dificil estando rodeado de bossais.
2

Gerenciar

Társis Salvatore “O que existe no Brasil é um facção criminosa que descobriu que semear ódio em pobre dá dinheiro, dá voto e dá poder”.

Só que não foi só em podre, afinal como lembrou um gênio no twitter: “pobre acha que é classe média, classe média acha que é rico e rico acha que é milionário americano”

2

Gerenciar

Clinton Davisson Acho que o mais correto seria dizer que a bancada evangélica encontrou um terreno fértil justamente na camada emergente que surgiu no governo do PT. Muita gente que ganhou dinheiro fazendo curso técnico e não curso superior.
2

Gerenciar

Társis Salvatore Clinton Davisson O lance do PT ter focado apenas no consumo ao invés de focar na educação de base foi outra mancada. E essa educação que é ruim vai ficar muito pior daqui em diante. Eu já ouvi relatos absurdos e achava que era “exagero da esquerda” mas comprovei que é verdade. Pode apostar que o governo do Presidente Massaranduba nem começo e já tem gente fazendo merda com a educação.
1

Gerenciar

Nathália Fidélis Rocha Vovô sempre disse “religião e política não combinam”.
Não combinam mesmo, eu sou cristã protestante, e acho um absurdo pessoas tentando impor sua fé ou suas crenças. Quando você usa Deus ou a religião pra ganhar credibilidade, já perde crédito comigo, porque se você usa isso para mostrar que é do bem, boa coisa ou bom caráter você não tem. Não tô generalizando, mas impor a religião num lugar onde deve ser neutro é querer fazer guerra, e ninguém quer guerra a não ser esse bando de ignorantes.

Gerenciar

Ocultar 13 respostas
Osame Kinouchi Acho que vou discordar: em termos historicos e sociologicos, religioes sao ideologias e filosofias politicas. Basta lembrar o mito fundador do Judaismo, com a ideia de que todos sao iguais perante a Lei (bom, pelo menos de forma mais profunda do que a democracia grega), a libertacao do povo contra Faraó e os nobres, a busca da utopia politica na forma da Terra Prometida, onde cada familia teria suas terras, com reforma agraria a cada 49 anos para evitar o surgimento de latifundiarios, a rejeicao da monarquia em prol de uma teo-anarquia, as leis de defesa (welfare state) dos pobres, dos imigrantes, dos orfaos e viuvas etc. Mais forte, o proprio conceito de um Deus que, diferentemente de todos os deuses da epoca, em qualquer civilizacao, era o deus os pobres contra os ricos opressores.

Gerenciar

Osame Kinouchi É esse carater esquerdista que Nietsche abomina no judeo-cristianismo. Ele, que era elitista, aristocratico e anti-democratico, abomina o socialismo, o anarquismo, o feminismo e a revolucao francesa, e identifica esses movimentos como frutos laicos do judeo-cristianismo. Dai vem seu odio pelos judeus e especialmente por Paulo, que disse: De agora em diante nao existe mais judeu ou gentio, homem ou mulher, escravo ou livre, mas somos todos iguais em Cristo. Nietsche nao poderia aceitar essa ideologia de que todo mundo é igual, pois acreditava que o melhor sistema é a sociedade de castas da India. E Hitler tinha a mesma opiniao (Nietsche era leitura obrigatoria para oficiais das SS), adotando o simbolo hindu-ariano da suastica para seu movimento… Ou seja, o Judaismo, em sua essencia, é um movimento politico, e isso explica a participacao dos judeus americanos contra o racismo, defesa dos direitos civis dos negros etc.
1

Gerenciar

Osame Kinouchi O problema da bancada evangelica é que ela é de direita e retrograda (sao os novos fariseus), nao que seja politica. Imagine se existisse uma bancada evangelica progressista, baseada na Teologia da Libertacao (lembremos que catolicos e evangelicos de esquerda ajudaram a fundar o PT). Nao vejo nenhum problema com isso: o problema da direita religiosa nao é que ela é religiosa mas sim que é de direita…
1

Gerenciar

Osame Kinouchi Separar religiao de politica seria como proibir Martin Luther King de lutar pelos direitos civis dos negros… ou proibir os cardeais Oscar Romero e Arns de combaterem as ditaduras militares. Seria condenar os irmaos Boff, Frei Betto e Marina Silva (uma pentecostal de esquerda).

Gerenciar

Clinton Davisson Há bons exemplos de religião sendo usada politicamente e há maus. Normalmente os maus exemplos são todos da bancada evangélica brasileira e do estado Islámico.
1

Gerenciar

Osame Kinouchi Vejam por exemplo o filme O Grande Desafio, com Denzel Washington e Forrest Withaker, onde um evangelico metodista se une a um professor comunista (escola com partido!) para lutar contra o racismo na decada de 30 do seculo XX.
1

Gerenciar

Osame Kinouchi Outro pessimo exemplo é a direita evangelica americana. De novo, o problema nao é a religiao mas a posicao politica. Assim, eu prefiro um religioso de esquerda do que um ateu de direita…

Gerenciar

Osame Kinouchi E voce Clinton? Se pudesse escolher entre religiosos de esquerda dominando o mundo ou ateus de direita dominando o mundo (todos os quatro cavaleiros do neoateismo sao de direita neoliberal), qual iria preferir? (supondo apenas duas opcoes, para criar o dilema)…😁
1

Gerenciar

Clinton Davisson Osame Kinouchi Eu certamente iria preferir cientistas ateus dominando o mundo. Levaria para o paredão e fuzilaria a bancada evangélica inteira.

Gerenciar

Osame Kinouchi Nao foi minha pergunta. Perguntei se é mais importante a posicao politica ou a religiao da pessoa. Voce preferiria cientistas ateus de extrema direita dominando o mundo (tipo os cientistas ateus nazistas?)

Gerenciar

Osame Kinouchi Imagino que Mengele e os outros medicos nazistas que faziam pesquisa em seres humanos eram ateus, nao? Ou eram evangelicos? Os quimicos e engenheiros que fizeram as camaras de gas eram ateus ou religiosos? Os fisicos alemaes que perseguiram Einstein ou criaram a V2 eram religiosos? E quando Hitler manda a esquerda da Igreja para os campos de concentracao, quando impoe uma igreja unificada evangelica nazista expulsando os discordantes, quando proibiu a comemoracao do Natal e Páscoa, era porque Hitler era religioso ou por ser na prática ateu? Mas se Hitler apoiava seus cientistas ateus, que nao se opunham ao Nazismo, o que isso diz sobre os cientistas ateus (de direita)? Ou seja, o importante é a posicao politica da pessoa, nao se é religiosa. Eu prefiro Marina Silva ao ateu direitista elitista reacionario Nietsche…

Gerenciar

Clinton Davisson Você fez um carnaval de “ses” tão grande que a resposta é “não sei”

Gerenciar

Osame Kinouchi O que perguntei é sobre o que é mais importante: a religiao ou a posicao politica da pessoa. Apenas isso…😉

Gerenciar

Erika Alves Perfeito, Clinton!
Já passou da hora de separar direita e esquerda, que seriam política e economia, da questão da diversidade. Aceitar a diversidade independe do jeito que voce acha que o país deve ser governado.
1

Gerenciar

Alexey Dodsworth

O metro hoje faliu, o Uber estava cobrando 53 reais por um trajeto que normalmente custa 17 (sempre acontece, quando a procura aumenta demais). Peguei um táxi.

O senhorzinho, muito simpático, começou uma conversa sobre política. Isto sempre acontece quando o motorista não corre risco de ser avaliado por um aplicativo: não há a menor hesitação em iniciar conversas polêmicas.

Ele disse que votou no Bolsonaro. Ok. Dei corda, quis ouvir as razões dele, acho que é o mínimo a se fazer: ouvir. Ele deu lá as razões de querer mudar tudo o que está aí, taoquei, e dai perguntou em quem eu votei. Respondi: no Ciro.

Sabem o que ele disse?

“Eu nunca votaria no Ciro, ele tem um problema sério de agressividade quando fala, e diz coisas que um político não deveria. Representante público tem que ter certa postura, tem que ter compostura, ser diplomático”.

E ele votou no Bolsonaro, esta flor de miosótis.
Fiquei fascinado.
Só pode ser macumba. Quero aprender como se faz.

1
Raquel Bortholi Santos Adorei.
Lucidez total e quer saber?
Tirando todos os etc…
ser homofóbico é perder dinheiro. ( essa é a maior verdade de todas)
1

Gerenciar

Raquel Bortholi Santos Clinton vou compartilhar pois você escreve muito.

Gerenciar

Posted in Ateísmo, Cultura, Filosofia, Política, Religião, Teologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *