Home // Posts tagged "Blogs" (Page 3)

EWCLiPo urgente: Vaquinha para resgatar o Prof. Osame de Arraial do Cabo!

Atenção, EWCLiPeiros! (Essa o Cardoso vai se morder de inveja…)

Prezados amigos, por motivo de força maior fiquei em Arraial do Cabo. Estou hospedado na casa da Vanessa (mais conhecida como Penny do Cardoso), filha do Gui, proprietário do Restaurante Saint Tropez, que foi o point de encontro do II EWCLiPo. Eles alugam duas suites na casa deles.

Primeiro pedido: Vanessa tem rosto e nome, estudou Turismo no Rio de Janeiro. Por favor sejam gentis nos comentários nas fotos do Cardoso da Musa do II EWCLiPo (Cuidado Cardoso, a mãe dela é advogada e está defendendo monografia sobre crimes sexuais…). Vou tentar uma entrevista com ela sobre a questão do turismo em Arraial do Cabo. Aguardem!

Segundo pedido: Tive problemas no cartão de crédito. Zedy, Lucas, Juliana, Mariana e eu estamos presos em Arraial, sem dinheiro para gasolina para a viagem de volta. Que triste!

Assim, inicio aqui uma operação resgate: “Ajude o Prof. Osame a se hospedar na casa da Penny!”

Ou seja, estou pedindo uma vaquinha de emergência para me resgatar deste lugar terrível que é Arraial do Cabo. Você pode contribuir com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 reais, depositando na Nossa Caixa Nosso Banco Ag: 0004-3 CC: 01-100784-3.

Farei uma lista de todos os doadores (se você contribuiu, registre nos comentários). Prometo devolver o dinheiro para cada um no III EWCLiPo, com juros (no caso, uma cerveja Skol a mais…).
Um abraço, e por favor twittem para outros ewclipeiros…

A Educadora e o EWCLiPo


Silvania do Blog A Educadora já está postando sobre o EWCLiPo. Ótimos posts, siga aqui.

Fazendo cut and paste de um deles:

Suzana Herculano-Houzel, autora do blog “A neurocientista de plantão” falou aos blogueiros sobre as suas experiências na blogosfera que começou em 2000. Ela apresentou um panorama histórico sobre os divulgadores de ciência e explicou que até o século XIX o cientista costumava divulgar seus saberes nos saraus e outros eventos sociais. No século XX, com a profissionalização da ciência, o cientista passou a falar com seus pares e deixou de dialogar com a sociedade. Em busca da legitimação da prática científica, passaram a ser diferentes no modo de vestir e falar e isso aumentava o distanciamento entre ciência e sociedade. No pós-guerra surge a figura do jornalista especializado em ciências. A tendência atual é a divulgação alternativa, usando inclusive os blogs como meio de difusão e a profissionalização da divulgação científica. Hoje não importa a formação do divulgador: há vagas para cientistas e para jornalistas que querem fazer divulgação científica.

Suzana apresentou algumas razões para divulgar ciência:

  • Ao fazer divulgação, o cientista presta contas à sociedade que financia suas pesquisas
  • A divulgação científica é financeiramente interessante para o cientista, na medida em que sua pesquisa é publicamente reconhecida.
  • A ajuda entre cientistas permite acompanhento recíproco da pesquisa.
  • Acompanhar o trabalho de outros cientistas promove o aprendizado.
  • Novas questões são pensadas durante o trabalho de divulgação.
  • Se ciência é notícia, ninguém melhor que o cientista para falar sobre o fazer ciência.
  • A prática da divulgação ajuda na redação de artigos científicos porque bons resumos científicos são, de certa forma, pequenos artigos de divulgação científica.
  • Várias vezes um cientista precisa escrever sobre o trabalho dos outros ao fazer revisões, relatórios, assim o trabalho de divulgação permite um constante exercício de escrita.
  • A divulgação científica treina o cientista para dar respostas claras.
  • Fazer divulgação científica pode ser divertido e permite fazer novos amigos.
  • Na divulgação o cientista o cientista pode se sentir a liberdade de expressão, tantas vezes reprimida.
  • O cientista que divulga seu trabalho mostra que é gente como todo mundo e tem a oportunidade de receber dicas do público, podendo trazer luzes à pesquisa.
  • Faz bem pensar em como o leitor vai ficar bem ao entender alguma coisa sobre um assunto que lhe parecia impenetrável.
  • A conquista de aliados na sociedade para seguir com a pesquisa. Um bom exemplo é quando o público se mobiliza para defender a pesquisa com animais após entender que se algumas pessoas continuam sobrevivendo é em função do uso de animais nas pesquisas.

Por que existem poucos livros de divulgação científica? Suzana aponta a falta de tradição e de espaço nas livrarias como razões para o problema, mas critica o fato de editores e cientistas insistirem que não há oferta porque não há demanda. Para ela, uma prova de que ciência vende, é a boa receptividade dos livros que ela lançou para divulgar neurociência e explicou que um romance que vende 2 mil exemplares é considerado bem sucedido: um único livro “Mantenha seu cérebro vivo já vendeu 100 mil exemplares. Parece haver uma demanda reprimida no mercado editorial. Em relação à divulgação científica na internet,O cérebro nosso de cada dia, é outro sucesso de público. Criado em 2000, esse site de Suzana recebeu em 2004 cerca de 400 visitas por dia. E isso sem nenhum tipo de divulgação. A maior parte do público visitante é de profissionais que não são da área biomédica. A motivação que se destaca é a curiosidade pela ciência. Por isso, Suzana acredita que os cientistas podem e devem suprir a lacuna editorial nas obras que discutem ciências, considera que os sites e os blogs são instrumentos viáveis e defende que os jornalistas podem ser bons aliados do cientista.

Suzana terminou dizendo que para facilitar a venda de seus livros, ela se apropria de uma linguagem comum em livros de auto-ajuda. Em “Fique de bem com seu cérebro”, por exemplo, ela usa trechos simples para explicar a informação científica que o livro trata. Essa opção foi alvo de muitas críticas no meio científico. Mesmo assim, ela acredita que é importante comunicar com seus leitores e por isso insiste na sedução da simplicidade.

O II EWCLiPo acabou!

Fig 1. – A Penny do Cardoso vai acabar ficando famosa…

Fig. 2 – Debates científicos de alto nível
Fig. 3 – Preciso pegar uma praia amanhã.
Fig.4 – Minha palestra.

Estou com pena de quem não pode vir. Esse EWCLiPo em Arraial do Cabo foi o máximo, vai ficar na história. Participantes de altissimo nível, muita interação via bares e restaurantes. Quando eu tiver um teclado decente, escrevo um post maior.
Assim que pudermos, iremos colocar as palestras do II EWCLiPo na rede, para vocês ficarem chupando o dedo…
Por enquanto, as primeiras fotos do encontro podem ser encontradas neste Flickr do Cardoso.

O que está acontecendo com a barra de comentários e com a barra do Twitter?

Instalei essas barras ao lado, mas de um tempo para cá houve como se fossem dois “ataques” tipo hacker, onde os comentarios de twitter eram espúrios, de outro twitter que não meu. Alguém mais sofreu esse tipo de coisa? Suas barras de ultimos comentários e twitter estão funcionando direito? HELP!

Ceticismo e Teimosia


Acredito sinceramente que ceticismo não deve ser sinônimo de teimosia. Será que ninguém vai reconhecer que eu estava correto desde 29 de abril deste ano????

Comments (5)

1

A histeria virou um ótimo negócio!
Imagine como andam as ações de empresas farmaceuticas nessa semana!

E assim caminha a humanidade… pelo menos enquanto não virarmos suínos…

Posted by: Felipe Lucio | abril 29, 2009 3:46 PM

2

Aposta casada, Igor! 1000 mortes até 31 de dezembro… Mas precisamos decidir se precisam ser confirmadas por análise molecular (duvido que o Brasil tenha kits suficientes pra isso até o final do ano) ou mortes oficiosas.

Eu vou apostando que a OMS não é controlada pela Roche e que gritar “gripe suina!” é pior para os mercados financeiros (ações de companhias aéreas, hoteis e frigoríficos em queda!), não é uma estratégia para tirar a atenção da crise mundial…

Paranoia é acreditar nessas ideias conspiratórias. Ser racional e cético é verificar que os governos tem todo o interesse em evitar o pânico minimizando as informações, e não o contrário…

Dado que a OMS já subiu sua classificação para nivel 5 (pandemia inevitável)…

Se preparar para o pior e torcer para o melhor (cenário), não é essa uma atitude responsável?

No caso do Brasil, um documento do ministério da Saude prevê a necessidade de 1000 a 200.000 leitos. Eu sou cético, dúvido que haja no Brasil 1000 leitos preparados.

http://comciencias.blogspot.com/2009/04/1000-200000-leitos-para-gripe-suina-no.html

Quanto ao Tamiflu, a Roche do Brasil informou que está esgotado, de modo que não adianta querer comprá-lo agora.
Valor do medicamento R$ 160,00. Será que cambistas compraram para revender no auge da epidemia?

Posted by: Osame Kinouchi | abril 29, 2009 9:25 PM

3

O método de confirmação tem que ser algo que agrade a todas as partes interessadas. Quando (se) sair a primeira a gente decide se aceita.
E “eu sei” que nem o governo nem a Roche estão envolvidas nisso (até onde se pode saber alguma coisa), mas tenho uma tendência a criar teorias conspiratórias que tento a todo custo evitar.
Os dois primeiros “casos” no Brasil foram aqui em Natal, mas já foram confirmados como gripe humana corriqueira.

Posted by: Igor Santos Author Profile Page | abril 30, 2009 9:04 AM

4

Só daqui a 10 dias é que começam a sair resultados de confirmação por laboratorio no Brasil. Portanto, ausencia de evidencia não é evidencia de ausencia…

Posted by: Osame Kinouchi | maio 1, 2009 2:54 PM

5

Igor, eu estava pensando aqui com meus botões.

O SB Effect Measure diz aqui que uma epidemia sazonal de gripe comum mata 4.000 pessoas nos EUA. Sendo conservador, acho que isso corresponderia a 2.000 pessoas no Brasil. Então, supondo que a atual gripe suina tenha mortalidade igual a uma gripe comum (de novo sendo conservador, dado que os mortos no México eram jovens adultos saudáveis), me parece que já ganhei por antecipação… 1.000 mortes é muito pouco para a população do Brasil.

Você não quer me pagar a cerveja antes da gripe chegar no Brasil? rs

Posted by: Osame Kinouchi | maio 4, 2009 2:20 PM

Prêmio ABC para blogs científicos no Twitter do Tas


Muito legal! RT @dulcidio Prêmio ABC – Anel de Blogs Científicos (USP) para blogs de ciência? http://bit.ly/HxY5p


Blog do Marcelo Tas

Prêmio ABC para blogs científicos: resultados finais

Os primeiros lugares ganharão um troféu do Prêmio ABC e diploma.
Segundos e terceiros lugares ganham diploma.

Premiação – Votos – Nome do Blog

Ambiente e Ciências da Terra

1) 26 * Rastro de Carbono (BR)
2) 16 * Geófagos (BR)
3) 13 * Ecodesenvolvimento (BR)

Ciência Geral, Política Científica e Tecnologia

1) 20 * 100nexos (BR)
2) 14 * 42 (BR)
3) 11 * SemCiência (BR)
3) 11 * Xis-Xis (BR)

Ciências da Vida

1) 23 * Brontossauros em Meu Jardim (BR)
2) 16 * Rainha Vermelha (BR)
3) 12 * RNA Mensageiro (BR)

Química, Física e Astronomia , Matemática e Computação

1) 21 * Chi Vó Non Pó (BR)
2) 12 * Ars Physica (BR)
3) 6 * Big Bang Blog (BR)
3) 6 * Física na Veia (BR)
3) 6 * Desafios Matemáticos (PT)
3) 6 * Café com Ciência (BR)

Ciências Sociais e Humanidades , Educação e Blogs Didáticos

1) 22 * Chapéu, Chicote e Carbono-14 (BR)
2) 10 * Tubo de Ensaios (BR)
3) 7 * Vídeos para o Ensino da Física e da Química (PT)

Mente e Cérebro, Saúde e Medicina

1) 22 * Ecce Medicus (BR)
2) 17 * A Neurocientista de Plantão (BR)
3) 10 * Blog da Revista Mente e Cérebro (BR)
3) 10 * Bala Mágica (BR)

Resultado da votação Prêmio ABC para blogs científicos

Daqui a pouco anuncio os vencedores. Aqui vai o quadro total de votos:

Ambiente e Ciências da Terra

10 * Bafana Ciência (BR)
3 * Biodiverso (BR)
3 * BioTerra (PT)
2 * Blog do Jogo Limpo (BR)
2 * Blog do Planeta (BR)
0 * Blog do Thope (BR)
0 * Blogeologia (BR)
3 * Caminhos Do Conhecimento (BR)
10 * Cientista Curioso (PT)
2 * Conexão Bio (BR)
3 * Ecocriações – Arquitetura Sustentavel (PT)
13 * Ecodesenvolvimento (BR)
1 * EcoMais (BR)
1 * Factorama (BR)
16 * Geófagos (BR)
2 * Geosaber (BR)
2 * Inteligência Ecológica (BR)
3 * Meio Ambiente e Derivados (BR)
0 * Quo Vadis, Empresa Brasileira (BR)
26 * Rastro de Carbono (BR)
0 * Rede Reservas Extrativistas (BR)
2 * Teia Viva (BR)
1 * Terra Que Gira (PT)
3 * ULE – União Local de Ecólogos (Inpa) (BR)
8 * Uma Malla pelo Mundo (BR)
3 * Viver no Campo (PT)
10 * Vivo Verde (BR)

Ciência Geral

20 * 100nexos (BR)
14 * 42 (BR)
3 * 8 minutos-luz (PT)
3 * A Aba de Heisenberg (PT)
2 * A Apologia do Eu (PT)
0 * Barbárie Avante (BR)
1 * Ciência 2.0 (BR)
3 * Ciência à Bessa (BR)
4 * Ciência Hoje (PT)
7 * Ciência na Mídia (BR)
2 * Ciência no Quotidiano (BR)
1 * Ciência Pública (BR)
2 * Ciência Tube (BR)
0 * Ciencine (BR)
0 * Citrus (BR)
3 * Coletivo Ácido Cético (BR)
1 * Comédia e Siência (BR)
5 * Crónica de Ciência (PT)
1 * Cultura Científica (BR)
8 * De Rerum Natura (PT)
0 * Entropicando Ciência (BR)
4 * Glúon/Blog (BR)
3 * Humor na Ciência (BR)
1 * HypeScience (BR)
6 * Idéias Cretinas (BR)
1 * Invariância (PT)
6 * Laboratório – Blog da Folha (BR)
1 * Laudas Críticas (BR)
4 * Liga das Ciências (BR)
0 * Meu amigo Soxhlet (BR)
0 * Milliways Lounge (BR)
0 * n-Dimensional (BR)
0 * Na Copa Das Árvores (PT)
0 * O Avesso do Avesso (PT)
0 * O Cientista (BR)
1 * O Dragão da Garagem (BR)
0 * O Estrelado (PT)
0 * Olhar Comportamental (BR)
0 * Pitáculos em Ciências (BR)
0 * Projeto S.I.L.I. (BR)
1 * Raio X (BR)
0 * Ronaldo Mota (BR)
0 * Salada de Números (BR)
0 * Sem Rumo (BR)
11 * SemCiência (BR)
0 * Sono Consciente (PT)
0 * Uniclabjor (BR)
0 * Universidade Jean Piaget – Pólo de Benguela (AN)
3 * Universo Físico (BR)
11 * Xis-Xis (BR)

Política Científica

3 * Ciência Brasil (BR)
0 * Que Universidade? (PT)
1 * Research Café (PT)
1 * Sum Over Histories (BR)

Ciências da Vida

0 * Adaptações (BR)
5 * Biocistron (BR)
0 * Biologia Evolutiva (BR)
6 * Biólogo Pensante (BR)
2 * Bioquímica (s)em rede (PT)
0 * Blog das Pragas (BR)
1 * Blogómica (BR)
23 * Brontossauros em Meu Jardim (BR)
2 * Caapora (BR)
4 * Cais de Gaia (PT)
3 * Ciência ao Natural (BR)
8 * Ciência e Idéias (BR)
2 * Ciência em Dia (BR)
3 * Diário de Biologia (BR)
0 * Diário de um português no coração da África (PT)
1 * Dias com árvores (PT)
9 * Discutindo Ecologia (BR)
1 * Efeito Adverso (BR)
2 * Espiral (BR)
0 * Gene Repórter (BR)
1 * Idéias Antigas (BR)
0 * Insectos a florir (PT)
1 * Lusodinos (PT)
1 * Mamãe Passou Açúcar em Mim (BR)
1 * Marco Evolutivo (BR)
5 * MHP-Bio (BR)
1 * Nebioq-Up (PT)
2 * O Amigo de Wigner (BR)
1 * Observar, Descrever, Analisar (BR)
1 * Orquidofilia e Orquidologia (BR)
2 * Plantas aromáticas, medicinais e condimentares (PT)
3 * Polegar Opositor (BR)
0 * Poukosciencia (PT)
1 * Quinta do Sargaçal (PT)
16 * Rainha Vermelha (BR)
12 * RNA Mensageiro (BR)
0 * RNAse Free (BR)
0 * Sil-Biologia (BR)
2 * Um Longo Argumento (BR)
0 * Via Gene (BR)
3 * Visões da Vida (BR)
10 * Você que é Biólogo… (BR)

Qímica, Física e Astronomia

2 * Aprendendo Química ! (BR)
12 * Ars Physica (BR)
5 * As Incríveis Aventuras das Supercordas (BR)
4 * Atlas (BR)
6 * Big Bang Blog (BR)
2 * Bioquímicas (s)em rede (PT)
0 * Blog da Maçã (BR)
0 * Blog do IFT (BR)
6 * Café com Ciência (BR)
21 * Chi Vó Non Pó (BR)
0 * Comentários, Críticas, Dicas, etc (BR)
2 * Curiofísica (BR)
0 * Desenhando Ciência (BR)
2 * Efeito Joule (BR)
2 * Este ou Aquele (BR)
1 * Eternos Aprendizes (BR)
1 * Eu Mesmo (PT)
2 * Física com Química (BR)]
4 * Física e Química – Ciência no Cotidiano (PT)
6 * Física na Veia (BR)
0 * Física Teórica (BR)
5 * Físico Maluco (BR)
0 * FísicosLX (PT)
2 * Galáctica – Astronomia (PT)
0 * LabNet (BR)
0 * Luciano Bachmann (BR)
5 * Massa Crítica (BR)
3 * Micro/Macro – Marcelo Gleiser (BR)
0 * Mulher das Estrelas (BR)
0 * Notas em CFD (BR)
4 * Observatório (BR)
4 * Pesquisas de Química (BR)
0 * Physics-ACT (BR)
1 * Pion – Site da SBF (BR)
1 * Plutão não é um planeta (PT)
1 * Ponto Triplo (PT)
1 * Por Dentro da Ciência (BR)
0 * Pró-Ciência (BR)
1 * Química de Produtos Naturais (BR)
1 * Radiante (PT)
1 * Relógios de Sol (BR)
0 * Revista News Physika (BR)
0 * S.O.S. Física (BR)
1 * Tecnoclasta (BR)
2 * Thadeu Penna’s Wiki (BR)

Matemática e Computação

0 * + Mat (PT)
3 * Crônicas de Um Cotidiano Geek (BR)
6 * Desafios Matemáticos (PT)
0 * Geramat (PT)
0 * Pensamentos Tecnológicos (BR)

Tecnologia

1 * Digital Drops (BR)
0 * Inovação (BR)
4 * Inovação Tecnológica (BR)
0 * Inve$timetria (BR)
0 * NoWires (BR)
1 * Renato Cruz – Estadão (BR)
2 * Tecnoblog (BR)

Ciências Sociais e Humanidades

1 * África de todos os sonhos (PT)
4 * Blog de Attico Chassot (BR)
1 * Blog do Mércio (BR)
3 * Brainstormers (BR)
4 * Caderno de Sociologia (PT)
0 * Causarum Cognitio
22 * Chapéu, Chicote e Carbono-14 (BR)
0 * Crítica da Domideologia (BR)
1 * Estudos Humeanos (BR)
0 * Filosofando na Penumbra (BR)
4 * Freud Explica (BR)
1 * Idéias Peregrinas (PT)
3 * Incautos de Ontem (BR)
0 * Laboratório Itinerante de Ensino de Sociologia (BR)
2 * lingüí[email protected] (BR)
1 * Modos de Fazer Mundos (BR)
2 * Os Humanos (BR)
2 * Portal Philosophia (BR)
0 * Spíndola Blog (AN)
1 * Um Olhar a Cada Dia (BR)

Educação e Blogs Didáticos

5 * A Educadora (BR)
0 * Angola Educação Século XXI (AN)
1 * Associação Juvenil de Ciência (BR)
6 * Átomo e meio (PT)
2 * Biologia Que Me Pariu (BR)
4 * Diário do Professor (BR)
1 * Dicas de Ciência (BR)
2 * Ensino de Química (BR)
4 * Guto e Dadá (BR)
0 * Idéias em Blog (BR)
0 * Informática Educativa (BR)
1 * Os Cientistas (BR)
1 * Pedagogia Normal & Superior (BR)
0 * Planos de aula (BR)
4 * Ponto Ciência (BR)
1 * Questões de Física (BR)
5 * Quimilokos (BR)
1 * Rede Vivo de Educação (BR)
0 * Sobre Educação (BR)
1 * Teia Educacional (BR)
3 * Toque de Ciência (BR)
10 * Tubo de Ensaios (BR)
7 * Vídeos para o Ensino da Física e da Química (PT)

Mente e Cérebro

17 * A Neurocientista de Plantão (BR)
10 * Blog da Revista Mente e Cérebro (BR)
0 * Blog do Roque (BR)
4 * Ciências & Cognição (BR)
5 * Científica Mente (BR)
1 * coNeCte (BR)
3 * Homo Complexus (BR)
3 * Investigações em Inteligência Artificial (BR)
2 * Neconomia (PT)
1 * NeuroNews-Notícias de Neurociências (BR)
3 * Polyphrenia (BR)
1 * Psicologia Cognitiva (BR)
1 * Psicologia dos Psicologos (BR)
0 * Psicologia na Net (BR)
8 * Psicológico (BR)
2 * SerPsico (BR)
3 * Sinapse Oculta (BR)
2 * Vôo de Galinha (BR)

Saúde e Medicina

4 * Amiga do Boldrini (BR)
10 * Bala Mágica (BR)
3 * BlogMed.Com (BR)
1 * Clube da Evidência (BR)
1 * Cuidado com a gripe suína (BR)
1 * [email protected] (BR)
0 * DTM e Dor Orofacial (BR)
22 * Ecce Medicus (BR)
9 * História da Medicina (BR)
0 * Influenza A (H1N1) Blog (BR)
0 * LaPraCSCE (BR)
1 * Núcleo de Saúde (BR)
2 * Nupfah (PT)
2 * O Médico e o Paciente (BR)
1 * Saúde e Vida (BR)
5 * Viver a Ciência (PT)

Marcelo Leite se rende à Cientometria?


[maria][http://scienceblogs.com.br/cienciaeideias/][são paulo] 

você deixou a pergunta no ar: pra que serviu isso tudo, a não ser trazer prestígio, equipamento e financiamento para os pesquisadores? a conclusão é que essas pesquisas são simplesmente fúteis?

14/09/2009 13:38

RESPOSTA:
MARIA:
Não sei se essa é a sua opinião, mas decerto não é a minha. Acho que se criou muita competência, sim, mas com o desequilíbrio habitual da ciência brasileira – dificuldade para gerar inovação. Esse diagnóstico não fui eu que fiz, está feito pelo menos desde a primeira conferência nacional de C&T. Ele tem dado muito da tônica das últimas administrações da Fapesp. Os dados que minha coluna veiculou nada mais fazem que esboçar uma maneira objetiva de avaliar o projeto segundo os próprios objetivos estratégicos da entidade que o financiou.

Abraços cienciométricos, Marcelo Leite

Ninguém entendeu quando o tucano Mário Covas, naquele debate de 1998 entre candidatos a governador, perguntou a Paulo Salim Maluf o que ele faria para acabar com a doença do amarelinho. (…) Os espectadores não sabiam do que ele estava falando, mas o então governador deve ter achado que teria impacto a notícia de que pesquisadores paulistas estavam empenhados em sequenciar (soletrar) o DNA da bactéria Xylella fastidiosa, causadora da clorose variegada dos citros -mais conhecida como amarelinho da laranja.

Assim como Maluf, o amarelinho continua por aí, quase uma década depois de concluído o primeiro projeto genoma do país. Se alguém contava com o estudo para erradicar a doença, deu-se mal. Na mira de seus criadores, porém, estavam outros frutos: criar competência nacional no campo emergente da genômica, novo apelido da boa e velha biologia molecular. (…)

Que saldo ficou desse esforço dirigido de atualização da biologia nacional? Quanta inovação – ou seja, aplicações fora da pesquisa básica – surgiram da iniciativa?

Rogério Meneghini, do Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (Bireme), e Estêvão Cabestré Gamba, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), enfrentaram essas questões espinhosas. (…)

O resultado se encontra no estudo “Evolução da Produção Científico-Tecnológica em Biologia Molecular no Brasil (1996-2007): A Contribuição dos Programas de Genômica”, ainda inédito. A genômica nacional e áreas afins tiveram um crescimento explosivo no período, concluem os autores.

A produção científica (quantidade de artigos) brasileira, em geral, cresceu 236%. Em contraste, a fatia da biologia molecular progrediu 434%: foram 1.928 trabalhos publicados em 2007, contra 361 em 1996. (…)

Artigos de pesquisadores baseados no Estado de São Paulo, onde nasceu o projeto Xylella, também avançaram consideravelmente: 515%. Sinal provável de que a iniciativa paulista ajudou a puxar o trem genômico em escala nacional.

Meneghini e Gamba se perguntaram, por fim, quantas patentes o esforço rendeu ao país. E foi aí que a biologia molecular nacional amarelou: em 12 anos, 279 patentes brasileiras depositadas nos EUA, meras 66 de origem paulista. Só para comparação, foram 996 da China, 1.054 da Índia e 2.221 da Coreia do Sul.


PS: Qual é o melhor? Cientometria ou Cienciometria?

Cadastrarei no CNPq nesta semana o grupo de Divulgação Científica e Cientometria do DFM-FFCLRP-USP. Mas fiquei em dúvida com o nome…

Atenção Portugal, a votação do Prêmio ABC termina dia 17

Atenção blogueiros de Portugal e países lusófonos. A votação do Premio ABC para blogs científicos se encerra dia 17, às 18h. Você que é blogueiro cadastrado no ABC, já votou?

ArXiv Blog – A verdade está lá fora

ARXIV BLOG

The Physics arXiv Blog produces daily coverage of the best new ideas from an online forum called thePhysics arXiv on which scientists post early versions of their latest ideas. Contact me at KentuckyFC @ arxivblog.com

Econophysicist Predicts Date of Chinese Stock Market Collapse–Part III

Posted: 08 Sep 2009 09:10 PM PDT

First came the prediction, then the prediction came true. Now the econophysicist explains how he did it.

Back in July, econophysicist Didier Sornette at the Swiss Federal Institute of Technology in Zurich and a few palspredicted the impending collapse of the Shanghai Composite stock market index.

Their evidence was that the index had been growing at a faster than exponential rate, which was clearly measurable and obviously unsustainable. But Sornette and co were less forthcoming about how they were able to say a collapse was imminent. I was sceptical of this prediction and said so.

And yet at the beginning of August, the Shanghai Composite dropped by about 20 per cent and I was forced to eat my words, puzzled though I still was to their method. .

Today, Sornette and co publish the method they use to make their prediction. Their method is a synthesis of ideas from the economic theory of rational expectation bubbles, from the imitation and herding behaviour of investors and traders and from the mathematical and statistical physics of bifurcations and phase transitions.

From this, they say they have discovered an unambiguous signature of a bubble market about to collapse in the form of super-exponential growth decorated with logarithmic oscillations as in the diagram above. When the oscillations become

Sornette says he has used this method to predict the collapse of several bubbles in the last few years, including the collapse of the oil bubble last year and the US housing market in 2006.

That’s important work which could have a profound impact on economic models. If Sornette and his colleagues have put their money where there mouths are, they ought to be super rich by now.

One interesting aspect of Sornette’s predictions is that the team claim that they will not affect the market in a way that changes the forecast.

“Even in the presence of investors fully informed of the presence of the bubble and with the knowledge of its end date, it remains rational to stay invested in the market to garner very large returns since the risk of a crash remains finite.”

Of course, the end of a bubble doesn’t always imply a crash, just a change from super exponential growth to some other kind of market dynamics.

But if Sornette’s forecasts prove reliable, the herding behaviour of traders and investors makes it seem inevitable that they will trigger crashes. If that happens, they will become self-fulfilling prophecies that will generate some interesting dilemmas for traders and regulators alike.


Ref: arxiv.org/abs/0909.1007: Bubble Diagnosis and Prediction of the 2005-2007 and 2008-2009 Chinese stock market bubbles


Inaugurado o Twitter do Anel de Blogs Científicos

Lançado aí na barra lateral o Twitter do Anel de Blogs Científicos do Laboratório de Divulgação Científica do DFM- FFCLRP-USP. No Twitter, siga: ABCLDC
Serão seguidos pelo ABCLDC os twitters de blogueiros já cadastrados no ABC. Para participar, basta começar a nos seguir e se identificar como um blogueiro do ABC. Daí seguiremos você, de modo que suas mensagens aparecerão no ABCLDC.

Prêmio ABC para blogs científicios está no ar!

Se você participa do Anel de Blogs Científicos, já deve ter recebido a senha para a votação (que se encerra às 18h do dia 17 de setembro).


O link para a janela de votação está aqui.

Alguns comentários sobre a iniciativa:

Vitor PamplonaTwitter |143.54.13.Xxx |2009-09-10 13:40:56
Quando teremos um Anel de Twitters Científicos?

Parabéns galera!!

Responder | Citar

Em breve, Vitor, em breve..

0 0

Gustavo Zedy Miranda ForteSenhas |SAdministrator |2009-09-10 12:36:42
Pessoal, se a senha não funcionar, favor entrar em contato via ldc.abc[at]gmail.com

Obrigado pela compreensão.

Responder | Citar
0 0

Tatiana NahasMuito bom! |201.52.1.Xxx |2009-09-10 12:30:11
Gente, acabei de votar e quis só dar um alô de parabéns pra vocês por todo o trabalho de detecção e classificação dos blogs, de organização do encontro de blogueiros, da organização do prêmio… enfim, vocês mandaram muito bem em tudo! Parabéns mesmo!
Responder | Citar

Obrigado Tatiana, mas os méritos da organização do II EWCLiPo este ano são da comissão organizadora nacional, e não do portal ABC.

0 0

Prof. Luís EduardoGrande iniciativa |200.144.75.Xxx |2009-09-10 11:44:11
Meus parabéns pela excelente iniciativa!
A divulgação científica por meio de blogs já é uma realidade no Brasil e iniciativas como esta são ótimas oportunidades para conhecer novos contatos.
Responder | Citar

Dê um pulo no II EWCLiPo, Luís!

0 0

Daniel Doro FerranteArs Physica |128.230.173.Xxx |2009-09-10 11:13:10
Um dos blogs mais robustos de divulgação de Física na blogosfera lusófona.

Obrigado Daniel! Você quis se referir ao ABC ou ao Ars Physica? Você já está de volta ao Brasil? Vai ao EWCLiPo?

Encontro de Blogueiros Científicos: o folder do II EWCLiPo

O folder do II EWCLiPo pode ser encontrado aqui.

Veja aqui o post do Cardoso sobre o II EWCLiPo (de onde tirei a foto).
Enquete: The Big Bang Theory faz divulgação científica?

Votação do Prêmio ABC começa dia 10!

Votação começa dia 10 de setembro!
No dia 10 colocaremos uma janela de votação no ABC. A votação fecha no dia 17 às 18horas. Você poderá votar em três blogs de cada categoria, mais um blog para cada categoria humorística. Se você ainda não está com seu blog no ABC, peça o cadastramento em qualquer janela de comentário do site ou diretamente para [email protected]

Os prêmios serão entregues às 20 horas do sábado,dia 26 de setembro, no Hotel Ressurgencia, em Arraial do Cabo – RJ. Veja aqui na página do EWCLiPo. Se você for premiado mas não puder ir, indique um representante entra as pessoas que estão inscritas (ver aqui). Os blogs de Portugal premiados receberão o prêmio pelo correio (a menos que o blogueiro dê um pulinho em Arraial…)

O primeiro colocado de cada categoria receberá um troféu em acrílico. Os segundos e terceiros colocados receberão diploma. Apenas o primeiro colocado de cada categoria humorística receberá premio: um troféu humorístico surpresa… Participe!

PS: O troféu é diferente da figura acima.



Prêmio ABC para blogs científicios (UPDATE 02/09/2009)

O Anel de Blogs Científicos atingiu 250 blogs do Brasil e Portugual (e uns poucos da África).


Lançamos agora o Prêmio ABC para blogs científico, um prêmio sem votação popular, mas com votos pelos pares. Nesta primeira edição vai funcionar assim (ainda estamos abertos a sugestões):
Cada blog (não cada blogueiro!) cadastrado no ABC tem direito a voto.
Pode-se votar em três blogs em cada categoria.
As categorias são seis:
  1. Ambiente e Ciências da Terra,
  2. Ciência Geral (incluindo os blogs de politica cientifica),
  3. Ciências da Vida,
  4. Ciências Exatas (incluindo Fisica e Astronomia, Matematica e Computação, Tecnologia),
  5. Mente, Cerebro e Saúde-Medicina,
  6. Ciencias Sociais e Educação
Será feita uma lista de emails dos blogs do ABC (se você não colocou um email no seu blog, por favor envie um email para [email protected]).
Um comunicado será enviado para essa lista no dia 10 de setembro, abrindo a votação. A votação termina dia 17 de setembro. O prêmio será entregue no final do II EWCLiPo.
As categorias de premios humorísticos são três:
1. “Cascão Blog”, para o blog mais poluído visualmente,
2. “IgBloguel”, para o blog que parece ignóbil mas talvez não seja (nome sugerido por Isis Nóbile Diniz, do Xis-Xis,
3. “CTRL-C CTRL-V Blog”, para o blog científico mais preguiçoso.

Os blogs estão morrendo?


O que acontece quando todos blogam

MACWORLDQua, 26 Ago – 14h48

O que acontece quando todos blogam

Por Rodrigo Martins, colaborou Ana Freitas

São Paulo, (AE) – Hoje todo mundo “bloga” – e assim, entre aspas mesmo. O formato surgiu há mais de uma década como versão digital de diários de viagem (blog é contração de weblog – e “log” é o termo em inglês para essas narrativas), chamou a atenção ao dar voz a uma geração especializada em falar sobre si mesma e mudou a internet ao permitir que qualquer um, mesmo sem conhecimento técnico, pudesse se autopublicar.

Tudo isso aconteceu e, no entanto, o blog não evoluiu como formato. E a grande novidade da internet no século 21 – a autopublicação – foi incorporada por quase todos os endereços da atual paisagem digital. YouTube, Flickr, Twitter, redes sociais, podcasts e agregadores de RSS são a base daquilo a que chamamos de web 2.0 (do conteúdo gerado pelo usuário).

Ao mesmo tempo, a chamada blogosfera cultivou seus autores, gente que viu ali chances de fazer sucesso – artístico, financeiro, profissional. Esses blogueiros regeram momentos-chave da cultura digital no Brasil.

Unidos em torno de um formato – eles se linkavam, discutiam e faziam do blog uma ponte para encontros presenciais -, os blogueiros causaram um ruído grande e organizado na rede, formando a entidade blogosfera.

Mas quando todos publicam online, seja onde for, esse movimento se quebra, certo? E o blog segue firme como ferramenta – hoje é possível blogar sem que seu site sequer pareça um blog.

“O blog não evoluiu rápido o suficiente e por isso agora ele parece lento demais”, diz o ex-blogueiro Steve Rubel, que matou seu blog para adotar outro estilo de publicação. A aposentadoria de Rubel fez que muitos decretassem a morte do formato.

Exagero. Como sistema de publicação, ele persiste, mas agora orbita em um espaço em que há mais vozes e ruídos – desorganizados – em ambientes diferentes.

Uma foto no Flickr é tanto autopublicação como um link no Twitter ou mesmo um post num blog. A diferença é que os dois primeiros são mais rápidos. E que o blog, agora, não é mais o único nem o principal – é só a plataforma mais voltada para textos e para reunir tudo o que se publica de forma descentralizada pela web.

Foi assim que nasceu o www.alessandrolandia.com, do jornalista Alessandro Martins, que prova a sobrevida do blog nos novos tempos. Ele publica só links que posta em seus outros blogs. Para ele, é uma volta às origens. “Ainda é a ferramenta mais versátil”.

Mulheres, sexo e ciência

Este post é uma participação da blogagem coletiva Cientista também tem direito a paraquedista, patrocinada pelo Science Blogs Brasil. Obviamente o título não faz sentido: usa apenas palavras-chave para o Google e o Bing.

Achei este link no Gene Reporter. Como estou fazendo uma maratona da série Big Bang Theory para descansar enquanto estudo para o concurso (dia 3 está chegando!), o link veio a calhar…

Nerd Alert

Okay, I’m having a total geek attack.

Tonight I took a break from working on yet another research proposal to practice my violin, usually a fun but somewhat frustrating experience owing to the fact that I can no longer play even half of what I could in high school. Nevertheless, I like to make some noise with the old thing once in a while, to the probable annoyance of my neighbors. I was flipping through some piles of music that I hadn’t looked at in a long time, and I found the book of Star Wars music that I bought when I was probably in junior high. So naturally I had to play Star Wars music.

‘Cause that’s just the kind of nerd I am.

Programação Preliminar do II EWCLiPo

Mais informações aqui

Programação preliminar – II EWCLiPo

Sexta Feira 25.09.09 Palestrante Blog/Instituição Título
17:15 18:00 INSCRIÇÕES
20:00 21:00 Milton Moraes Confraria da boa companhia Ciência e Culinária: a gastronomia molecular
21:00 22:00 Confraternização
Sábado 26.09.09
09:00 09:45 Mauro Rebelo Você que é biólogo… Escrita Criativa em Ciências
10:00 10:45 Sonia Rodrigues Inclusão digital Inclusão digital
Café
11:15 12:00 Carlos Cardoso Blog do Cardoso Caminhos para a profissionalização
12:15 13:00 Carlos Hotta Brontossauros no meu jardim ScienceBlogs Brasil
Almoço
15:00 15:45 Osame Kinouchi Semciência Blogosfera, redes de informação e redes complexas
16:00 16:45 Leandro Tessler Cultura Científica A Anti-ciência
Café
17:15 18:00 Ildeu Moreira de Castro MCT O que o CNPq espera da divulgação científica
Jantar
20:00 21:00 Cristiano Botafogo Audio Edition Leitura de textos de blogueiros selecionados
21:00 22:00 Confraternização
Domingo 27.09.09
09:00 09:45 Suzana Herculano A neurocientista de plantão Quem deve divulgar ciência? O Cientista
10:00 10:45 Herton Escobar (em aberto) O Estado de São Paulo Quem deve divulgar ciência? O Jornalista
Café
11:15 12:00 Lacy Barca Amiga Jane Ciência na televisão
12:15 13:00 Maria Guimarães Ciência e idéias A estética e o método. Como um cientista decide o que pesquisar e como um jornalista decide o que publicar.
Almoço
15:00 15:45 Bernardo Esteves Ciência Hoje online O espaço dos blogs na divulgação científica
16:00 16:45 Luiza Massarani Museu da Vida (Fiocruz) O que a Fiocruz pode fazer em Divulgação Científica
Café
17:15 18:00 Fábio Almeida Ciêncine O papel do cinema na divulgação científica
Encerramento

Zumbis e Gripe (Suína ou qualquer outra)


Cut and Paste do ótimo blog da Suzana Herculano (A Neurocientista de Plantão):

WHEN ZOMBIES ATTACK!: MATHEMATICAL MODELLING OF AN OUTBREAK OF ZOMBIE INFECTION“. Se você fosse editor de uma revista científica, publicaria um artigo com esse título? A Infectious Disease Modelling Research Progress publicou – e o artigo, além de ser matemática séria e altamente relevante, é ciência em sua forma mais divertida, tratando com irreverência descarada o tema de surtos epidemiológicos. Ainda é super pertinente ao tema da moda, a dispersão de uma doença altamente contagiosa. Saca só:

“Nós introduzimos um modelo de infecção por zumbis, determinamos equilíbrio e estabilidade de infecção, e ilustramos os resultados com soluções numéricas. A seguir, refinamos o modelo para introduzir um período latente de zumbificação, no qual humanos são infectados mas não ainda infecciosos, antes de se tornarem mortos-vivos. Modificamos então o modelo para incluir os efeitos de uma possível quarentena ou cura. Por fim, examinamos o impacto de reduções regulares e impulsivas no número de zumbis e derivamos condições sob as quais a erradicação se torna possível. Demonstramos que somente ataques rápidos e agressivos podem impedir o cenário apocalíptico: o colapso da sociedade quando os zumbis dominarem a todos.”

Como fiquei sabendo disso? É que trabalho ao lado de um doutor em física, especialista em topologia do universo, mas acima de tudo mestre em assuntos variados: da história política do Oriente Médio à melhor receita para ensopado de costela – passando, é claro, por ataques de zumbis e a melhor maneira de lidar com eles. Nas horas vagas dentre tantas especialidades, Bruno Mota, amigo querido há muitos anos e autor de um blog altamente recomendável, ainda é pós-doutorando em meu laboratório, responsável por todos os assuntos matemáticos de nossas análises. Por essa entre outras razões sou altamente partidária da integração multidisciplinar. De que outra forma uma neurocientista ganharia uma educação em Zumbiologia?